Home Blog Page 193

Projeto de Lei do Executivo que autoriza o empréstimo de R$ 5 milhões para fazer asfalto é aprovado

0

O Projeto de lei do Executivo que autoriza a Prefeitura Municipal de Vera a realizar um empréstimo de R$ 5 milhões junto a Caixa Econômica Federal, para investir em obras de pavimentação asfáltica e drenagem em 100% do município que ainda não é asfaltado, foi aprovado durante a sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira (26), onde seis parlamentares votaram favoráveis ao projeto em segunda e última votação.

Para o Presidente da Câmara Antônio Pena Fiel, à aprovação deste projeto foi de suma importância para que as obras de asfalto sejam de fato realizadas para a população de Vera. “O projeto foi polêmico, por isso achamos por bem fazer a audiência pública, aonde a população veio e se manifestou a favor e nós como bons representantes do povo reconhecimento o sofrimento de quem não tem asfalto. Achamos por bem aprovar este projeto e hoje graças a Deus aprovamos em última votação. Está liberado para o prefeito mandar para Caixa liberar o recurso. Demora tem um trâmite legal da Caixa que vai demorar em torno de uns 90 dias. Mas está liberado para o prefeito fazer o trabalho dele e buscar este recurso para tirar a poeira da frente das casas dessas pessoas que há tantos anos vivem sofrendo em busca de um asfalto. E agora graças a Deus o prefeito com a coragem que teve vai conseguir realizar este trabalho, tentamos várias vezes o recurso em Brasília, mas não conseguimos. E esta ai com o esforço do prefeito agora as pessoas vão ter o seu tão sonhado asfalto”, destacou Pena Fiel. 

De acordo com o Prefeito de Vera Moacir Luiz Giacomelli, está é mais uma vitória da sociedade verense. “Quero agradecer a iniciativa da Câmara de aprovar este projeto que estava emperrado aqui. O projeto que viabiliza R$ 5 milhões de reais para construir o asfalto nos bairros Sol Nascente, Esperança, no acesso do bairro Bom Jesus e no Vida Nova. No consenso que nós tivemos aqui por parte dos sete vereadores o Nicoli, o presidente Antônio Pena Fiel, Gilmar Moro, Odemar Gehlen, o Vilmar Scherer, o Silas e o Eduardo Alexandre que tiveram a grandeza de aprovar este projeto. Que realmente vai tirar o pó da casa dos moradores que ainda não tem asfalto. E tenho que agradecer a estes vereadores. E os vereadores que votaram contra o projeto Adalto e Renato Parra entenderam que tinham que votar contra essa foi a ideologia deles. Mas sete vereadores aprovaram e entenderam que a sociedade precisa ser beneficiada com o asfalto mesmo pagando. O interessante é que as pessoas vivam bem, com saúde e mais qualidade de vida é isso que interessa para o nosso município”, ressaltou o prefeito.

 

Agora o projeto deve ser devolvido para ao Executivo que vai encaminhá-lo para a Caixa Econômica Federal em Cuiabá. Da capital do estado o projeto segue para a sede da Caixa em Brasília e depois volta para a Administração Municipal. Segundo o Moacir este trâmite deve ser finalizado até o final deste ano. Para que até o mês de março de 2020 as obras de pavimentação asfáltica possam ser iniciadas em Vera. Na semana passada durante a sessão o projeto passou pela primeira votação e também foi aprovado com o mesmo número de votos. Conforme já havíamos informado o projeto foi encaminhado para a Casa de Leis no mês de junho, ficando parado no Legislativo Municipal por mais de 60 dias. 

Arena Pantanal receberá pela primeira vez Sinop Coyotes versus Cuiabá Arsenal

0

Os ‘casca grossa’ do futebol americano de Mato Grosso, o Cuiabá Arsenal e o Sinop Coyotes se confrontarão pela 16ª vez no próximo domingo (01/09), às 16h, pela quarta partida de ambos no Campeonato Brasileiro de Futebol Americano (série A), com ingressos por R$ 20,00 (inteira) e R$ 10 (meia), na Arena Multiuso Governador José Fragelli – Arena Pantanal, em Cuiabá. E será a 11ª vez que o time da capital promove uma batalha no estádio da Copa do Mundo Fifa de 2014.

De 2010 para cá, data do primeiro confronto desse clássico, o Cuiabá Arsenal e o Sinop Coyotes se enfrentaram 15 vezes, sendo doze vitórias para a capital e três para o interior. E o último desses embates ocorreu poucos dias atrás, no domingo (18.08), no Estádio Municipal Massami Uriu, em Sinop, uma guerra intitulada ‘Batalha dos Gigantes’ e vencida pelo Arsenal por 24 a 17. Mas tal retrospecto fala pouco do Sinop Coyotes, que é o rival mais raçudo de MT.

“O Sinop Coyotes é dos mais tradicionais do estado e do país e esse será nosso segundo confronto contra eles pelo brasileiro deste ano. Tivemos uma guerra no primeiro encontro, lá na casa deles, e esperamos, em nossa casa, um rival ainda mais sedento por vitória. Eles atacarão nossas falhas com muita intensidade e eficiência, mas nós estudamos eles, sabemos quais os pontos fortes e fracos e, dessa forma, tentaremos controlá-los”, avalia o capitão da defesa, Igor Mota.

No atual Campeonato Brasileiro, o Cuiabá Arsenal possui uma campanha de três partidas, duas vitórias e uma derrota (2-1), e o Sinop Coyotes têm três derrotas (0-3). Enquanto os outros dois times desse grupo Oeste, o Sorriso Hornets e o Rondonópolis Hawks também estão amontoados com duas vitórias e uma derrota (2-1). E tal situação de campanhas equilibradas torna essencial vencer o quarto dos seis jogos da fase de grupos do Campeonato Brasileiro.

“Queremos dar show para o público. Mostrar a evolução do time. Espero que o público saia da Arena Pantanal com uma boa experiência e animado para voltar. Vamos jogar como se já fosse confronto de playoffs (mata-mata). Eles estão sem vitórias e lutarão muito para tê-la. E nós não descansaremos até vencermos. Vamos usar novas estratégias e mostrar nossos playmakers (atletas criadores de jogadas)”, conta o quarterback norte-americano, Thomas Kudyba.

O Cuiabá Arsenal vem de duas vitórias, venceu o Rondonópolis Hawks por 35 a 32, no final de julho, um confronto intitulado ‘Batalha Laguna’, no 44° Batalhão de Infantaria Motorizado (44° BIMtz), em Cuiabá, e ganhou do Sinop Coyotes por 24 a 17, confronto chamado ‘Batalha dos Gigantes’, no estádio Gigante do Norte, em Sinop. E, além disso, um dado interessante é que dos 15 históricos jogos contra o Sinop Coyotes (12-03), o Cuiabá Arsenal nunca perdeu em casa.

Cortesia Social

Projetos sociais esportivos, escolinhas de futebol e instituições filantrópicas tem sido convidadas e tem ganhado cortesias para prestigiar a ‘Batalha dos Gigantes’ do futebol americano de MT. É um esforço do Cuiabá Arsenal para criar parcerias e valorizar essas entidades e os jovens e assim também reunir bons públicos nas partidas na Arena Pantanal. E algumas dessas entidades são: Futsal Sem Drogas, Instituto Reação, Atlético Esportivo Real Sociedade e escolinha Zico 10.

Balanço Arena

O primeiro evento esportivo da história da Arena Pantanal ocorreu no dia 02 de abril de 2014, um jogo teste do estádio à Copa do Mundo, entre Mixto e Santos, um empate de zero a zero pela Copa do Brasil. E, de lá para cá, já se passaram 1975 dias ou cinco anos, quatro meses e 26 dias, e o Cuiabá Arsenal conseguiu mandar dez partidas no local. Utilizou o espaço em dez dos 1975 dias, o que equivale a apenas 0,5% dos dias de vida da Arena Multiuso Pantanal.

O Cuiabá Arsenal reuniu a soma total de 34.998 torcedores de futebol americano em dez jogos na Arena Pantanal, o que dá uma média de 3.499 torcedores por evento. Sendo que os dois primeiros jogos tiveram 15.197 torcedores (em 2015) e 11.798 (em 2016) e que são até hoje os dois maiores recordes de público de todo o futebol americano do país. E as outras oito partidas tiveram públicos que variaram entre 580 e 2130. Acompanhe a saga do Arsenal pelas redes sociais.

Contexto

O Campeonato Brasileiro de Futebol Americano (série A), de nome oficial ‘Liga BFA – Elite, conta com 33 times de 15 unidades federativas e organizadas em 4 grupos regionais: Conferência Centro-Oeste, Conferência Sudeste, Conferência Sul e Conferência Nordeste. E a Centro-Oeste possui oito times, sendo Tubarões do Cerrado, Leões de Judá, CG Predadores e Brasília Templários no subgrupo Centro e Cuiabá Arsenal, Sinop Coyotes, Rondonópolis Hawks e Sorriso Hornets no subgrupo Oeste.

Os times do subgrupo Oeste se enfrentam em jogos de ida e de volta, o que dá a soma de seis partidas para cada equipe na primeira fase (fase regular) e os dois melhores do grupo avançam para a segunda fase (fase de playoffs). No qual enfrentarão os dois melhores do outro subgrupo, o Centro, e a equipe que restar representará a Conferência Centro-Oeste nos playoffs nacionais, ou seja, jogará as semifinais contra o representante de outra conferência por uma vaga na final.

Patronos e Beneméritos

Conheça os protetores do Arsenal: Sicredi – Sistema de Crédito Cooperativo, Sorveteria Nevaska, Clínica Genus, Universidade de Cuiabá, Fato Cursos, GTX Sports, Pizzaiolla, Sinepe-MT, Unimed Cuiabá, Vida Diagnóstico e Saúde e Vida Imagem.

Veja quem ajuda o Arsenal: academias Phidias, Metta Fitness, Hard Training, Xavante CrossFit, Squad CrossFit e também a Polícia Militar, Influx Escola de Idiomas, Comercial Eldorado, Eder Sports, Malcom Pub, Instituto Iglesias de Odontologia, restaurante BonGrille, Água Puríssima e Prefeitura de Cuiabá.

Serviço

O Cuiabá Arsenal encarará o Sinop Coyotes no próximo domingo, no dia 1° de setembro de 2019, às 16h, pelo quarto jogo no Campeonato Brasileiro de Futebol Americano, na Arena Multiuso Pantanal, em Cuiabá. Com ingressos por R$ 20,00 (inteira) e R$ 10 (meia) e pontos de vendas nas livrarias Janina, Sorveteria Nevaska, Guia Suplementos, InFlux English School e Eder Sports.

A entrada dos torcedores será pelo Setor Oeste (Portão A), quem levar 1kg de alimento não perecível paga apenas meia entrada, crianças até 12 anos não pagam ingressos (acompanhadas de um adulto) e haverá apresentação de Cheerleaders e Bateria Turuna e terá sorteio de brindes. E os ingressos também podem ser comprados via internet:https://ticmais.com/ticket/cuiaba-arsenal-x-sinop-coyotes/c81024b1-1889-42e2-9d8f-a1ac114baa24?fbclid=IwAR25txiQSTKruKXxsN8F-r8GPZeB-Qv96XfzoyphHS13q-0d1ZSiyLUsbK8.

“Jogarei com meu coração e mostrarei que sou um líder. O futebol americano é um esporte de grupo. Não há vitória com um só jogador. Por isso faremos um esforço conjunto e eu farei minha parte para que nosso time tenha a melhor oportunidade de ganhar. Prometo que teremos surpresas e espero que seja um show fantástico para o público”, finaliza o quarterback, Thomas Kudyba.

Biomin realiza evento exclusivo no Congresso Latino-Americano de Avicultura para discutir redução do uso de antibióticos

0

A Biomin, empresa de nutrição animal do Erber Group, promoverá o Biomin ABReduction Day, no dia 08 de outubro, em Lima (Peru), como parte de sua participação no Congresso Latino-Americano de Avicultura. O objetivo do evento, que reunirá importantes grupos avícolas e especialistas, é reforçar a preocupação da empresa com a saúde animal e a segurança dos alimentos, além de reforçar o seu compromisso com a redução do uso de antibióticos para a produção animal.

“O Biomin ABReduction Day terá discussões de alto nível, sobre os temas mais importantes deste que é um dos mais importantes desafios da produção animal moderna”, explica Ricardo Pereira, presidente da Biomin América Latina. Entre os temas do evento estão qualidade e segurança na produção de alimentos, além de nutrição animal de precisão.

“A redução do uso de antibióticos na avicultura e, por extensão, em todas as atividades animais, é um compromisso global da Biomin. Esse desafio será vencido somente com o envolvimento de todos os agentes das cadeias produtivas. Recentemente, assumimos o compromisso com o AMR Challenge (Combate à Resistência Antimicrobiana) e mostraremos nesse fórum a importância da redução do uso não-medicinal de antibióticos na alimentação animal”, destaca Ricardo Pereira.

“Obviamente, também estamos preocupados com a produção animal com resulta econômico e produtividade. Para isso, investimos há mais de 30 anos em inovações que efetivamente ajudam os produtores a produzir mais e melhor”,  reforça o diretor geral da Biomin América Latina.

Outro ponto importante a ser destacado pela Biomin no ABReduction Day é a saúde intestinal dos animais. “Nossa prioridade é levar o conhecimento da saúde intestinal para o próximo nível, contribuindo com soluções inovadoras que agreguem valor aos nossos clientes, tendo como base a produção de animais saudáveis”, observa Ricardo Pereira.

Além de promotora do ABReduction Day (08.10), a Biomin é patrocinadora master do XXVI Congresso Latino Americano de Avicultura, programado para dias 09 a 11 de outubro, em Lima.

Leilão marca três décadas de evolução da pecuária

0

Nos últimos 30 anos a pecuária brasileira registrou seus maiores avanços produtivos. A idade de abate dos animais diminuiu de cinco para menos de três anos, o peso de carcaça aumentou de [email protected] para [email protected] e o Brasil passou da condição de importador a exportador de carne bovina para mais de 180 países.

“Investir em tecnologia, melhorar a sanidade, a nutrição e, principalmente, aumentar o rigor da seleção genética do rebanho são os pilares dessa evolução”, explica o criador Bento Abreu Sodré de Carvalho Mineiro, diretor da Fazenda Sant’Anna, em Rancharia (SP), que promove o 30º leilão anual da propriedade, dia 15 de setembro.

O evento tem início às 14 horas, com transmissão do Canal Terraviva e oferta 180 reprodutores, sendo 150 touros puros da raça Nelore e outros 30 divididos entre as raças Brahman POI e Gir Leiteiro POI. Segundo o criador, são exemplos de animais que respondem às necessidades da pecuária moderna, pois são selecionados totalmente a pasto.

Entrando um pouco mais a fundo na questão do melhoramento genético de bovinos nas últimas três décadas, Bento Mineiro destaca a importância atual do padrão racial dos touros e características funcionais, sejam eles Nelore, Brahman ou Gir Leiteiro. Possuir morfologia adequada é o princípio básico da produção pecuária no Brasil.

“As qualidades fenotípicas e funcionais são extremamente importantes, pois os touros têm de caminhar longas distâncias em pastagens altas, atrás de água, comida e da própria vacada. Animais com problemas de aprumo e umbigo estão fora do escopo da Fazenda Sant’Anna”, elenca o criador. Principalmente, o Brahman necessita de cuidado especial em relação a estes atributos.

A raça chegou ao Brasil em 1994, mas o gado importado do seu berço, os Estados Unidos, apesar da ótima carcaça, tinha graves problemas de aprumos e umbigo, devido às particularidades produtivas daquele país. Por este motivo, a propriedade recorreu a linhagens paraguaias e australianas, muito mais próximas da realidade brasileira.

O Brahman surgiu na Sant’Anna em 1996 para substituir o Brangus, que havia ingressado no plantel em 1986, raça sintética que mostrou à Bento e a seu pai, Jovelino Carvalho Mineiro, a quem sucede, os segredos da qualidade de carne. Antes da chegada dela, a preocupação era agregar rentabilidade com o rápido ganho de peso e de carcaça a campo.

“Descobrimos que não basta produzir boi. Ele precisa ser precoce ao abate, ter bom rendimento de carcaça e resultar numa carne mais macia e saborosa para o consumidor final. Esse foi o grande legado do Brangus para nós, que, inclusive, culminou, à época, em uma participação na conceituada rede de restaurantes Rubaiyat”, observa Bento Mineiro.

O Brahman permitiu produzir a mesma qualidade de carne com custo menor.“Um bom touro também precisa de fertilidade, rusticidade e tamanho mediano, sem que encolha muito. É importante depositar gordura rápido, mas precisa encurtar o ciclo produtivo ganhando peso adequado”, adverte Bento Mineiro, lembrando que as vacas também necessitam de ótima habilidade materna e facilidade de parto.

Mesmo o Nelore, cuja seleção iniciou na Sant’Anna em 1980, não está imune àquelas preocupações, porque produzir bons reprodutores é o compromisso da fazenda com a raça-matriz da produção de carne brasileira.

Em meio a tantas transformações da pecuária brasileira, nesses últimos 30 anos, a Fazenda Sant’Anna sempre correspondeu, e até mesmo antecipou algumas tendências, sendo pioneira no oeste paulista no plantio direto de soja, em 1995, integrando, com sucesso, agricultura e pecuária. Neste período, o plantel diminuiu e melhorou a qualidade genética, para produzir mais em menor área, justamente o que se busca hoje no setor.

A fazenda é pioneira no uso de ultrassom na avaliação de carcaça, tecnologia incorporada ainda em 1980. Junto com a Fapesp, financiou os projetos do novilho superprecoce e do Genoma do Boi, trabalho conduzido com maestria pela Unesp de Jaboticabal, em 2003, e emprega, há décadas, transferência de embriões e inseminação artificial em tempo fixo (IATF) na seleção do rebanho.

O diretor da Fazenda Sant’Anna ainda observa que nos Estados Unidos, reconhecido como uma referência mundial em pecuária de alto valor agregado, as propriedades de cria estão concentradas nos estados da Flórida, Texas e Califórnia, onde 80% dos bezerros são produzidos em fazendas com até 100 vacas. Não há vaqueiros para acompanhar os partos.

“Para tanto, a prioridade lá é peso ao nascer negativo, ou seja, bezerros que nasçam pequenos e permitam à vaca parir sozinha. Essa necessidade de rusticidade na cria é uma tendência que já está se confirmando no Brasil”, aponta Bento Mineiro. É neste ponto que a habilidade do selecionador é colocada em xeque, pois, apesar de nascer pequeno, o animal necessita crescer rápido para atingir o peso ideal de abate no tempo necessário.

Produtores de leite buscam agregar valor

Essa é uma inclinação do mercado que já vem impactando as fazendas leiteiras no Brasil. Para atender a demanda, a partir do plantel Gir Leiteiro POI, a propriedade lançou a marca Pardinho Artesanal, cuja sede fica na Fazenda Bela Vista, em Pardinho (SP), uma das unidades da Fazenda Sant’Anna.

“Hoje, a meta não é produzir volume e, sim, qualidade. Por isso buscamos uma seleção voltada à produção de sólidos totais, cujos resultados surpreendem e serão apresentados no nosso leilão”, relata. Leite com elevada taxa de sólidos rendem bonificações aos produtores nos laticínios.

Outro nicho de mercado interessante é a alta gastronomia, onde esse diferencial também se faz necessário, até mesmo, rendendo prêmios à empresa em vários concursos. A maior conquista aconteceu no Mondial du Fromage de Tours, realizado na França. Com seu principal produto, o queijo Cuesta, a brasileira Pardinho Artesanal ficou com a medalha Superouro, deixando para trás marcas de 15 outros países.

Cuesta, Cuesta Azul e Mandala são os produtos mais vendidos e têm permissão para serem exportados porque a Pardinho Artesanal possui SIF (Serviço de Inspeção Federal). “Os touros Gir Leiteiro à venda no 30º Leilão Sant’Anna são filhos e irmãos das vacas que estão produzindo esse queijo”, ressalta Bento Mineiro.

A seleção Gir Leiteiro iniciou em 2000, mesmo ano em que a Fazenda Sant’Anna conquistou o ISO 14001, certificação ambiental concedida pela International Organization for Standardization, umas das mais rigorosas do mundo. A Pardinho Artesanal nasceu em 2014.

“É uma honra participar deste grande salto produtivo. E nesta edição especial de 30 anos de leilões da Sant’Anna, diante de diversas demandas e mudanças do mercado, vividas até o momento, acredito que chegamos a um produto eficiente para o presente e o futuro da pecuária brasileira”, conclui.
 

=> Veja mais informações sobre a Fazenda Sant’Anna em https://fazendasantanna.com.br / Cadastro e Lances: Central Leilões – (18) 3608-0999 

ATENDIMENTO À IMPRENSA 
Pec Press® – Comunicação Estratégica
Adilson Rodrigues – Jornalista Responsável (Mtb 52.769)
Robson Rodrigues – Coordenação
Rafael Albuquerque – Atendimento
WhatsApp: (11) 9 8642-8773
[email protected]
www.pecpress.com.br

Expoinel 2019: Maior evento da raça Nelore do país encerra Ranking Nacional

0

A 48ª Expoinel, maior evento da raça Nelore do Brasil, que acontece de 19 a 29 de setembro, em Uberaba (MG), encerra o Ranking Nacional Nelore e Nelore Mocho 2018/2019 e programa diversas atrações para os  participantes.

Segundo a Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), promotora da Expoinel, os julgamentos devem reunir mais de 500 animais Nelore e Nelore Mocho. Além disso, o evento receberá a Exposição Internacional da Raça Brahman, a Exposição Nacional do Gir Leiteiro e a Exposição Guzerá Centro Sul de Uberaba.

“O nosso objetivo é expandir a programação da Expoinel, inclusive pensando na pecuária como um todo, para integrar cada vez mais a atividade, contribuindo para o sucesso dos criadores nas fazendas. Isso ocorre não apenas em relação à genética, mas também em termos de mercado. O Brasil tem desafios a vencer em termos de aumento da produção e, consequentemente, maior oferta de carne bovina. O Nelore é a base da pecuária brasileira e, como tal, é um player essencial nesse processo de contínuo fortalecimento da atividade”, ressalta Nabih Amin El Aouar, presidente da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil.

A ACNB mais uma vez abre a possibilidade de os expositores escolherem os jurados da Expoinel. Aqueles que inscreverem pelo menos cinco animais até o dia 30 de agosto têm o direito de sugerir nomes dos avaliadores. Em função da modalidade de julgamento, os expositores de animais Nelore podem sugerir três nomes de jurados, já para o Nelore Mocho, os expositores podem sugerir um nome.

Confira a programação dos julgamentos da Expoinel 2019:

 

NELORE                                    

Entrada dos animais: a partir de 16/09/2019

Pesagem e Data Base: 21/09/2019                                   

Julgamentos: 23 a 28/09/2019

Grande Campeonato: 28/09/2019

NELORE MOCHO

Entrada dos animais: a partir de 16/09/2019

Pesagem e Data Base: 21/09/2019                                   

Julgamentos: 26 a 28/09/2019                                   

Grande Campeonato: 28/09/2019

Valor das argolas – Para até 15 animais, o valor das argolas na Expoinel 2019 é de R$ 380,00 para Sócios em dia com a ACNB e R$ 430,00 para não Sócios e Inadimplentes. A partir do 16º animal, o valor cai para R$ 330, 00 para Sócios em dia com a ACNB e R$ 380,00 para não Sócios e Inadimplentes.

A ficha para a inscrição dos animais pode ser obtida pelo e-mail [email protected], pelo telefone (11) 3293-8900 ou www.nelore.org.br/Expoinel

 

Hospital Regional de Marabá participa da rede de combate à violência contra a mulher

0

A cada dois segundos, uma mulher é vítima de violência física ou verbal no Brasil, segundo o Instituto Maria da Penha. Algumas vezes, dependendo da agressão, a vítima é encaminhada para hospitais ou clínicas médicas antes de ir para a delegacia. No Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, em Marabá, o atendimento a essas vítimas segue protocolos específicos com o objetivo de apoiá-las.

Nesta semana, a Unidade, que pertence ao Governo do Pará e integra a rede local de combate à violência contra a mulher, irá promover dois debates sobre o assunto, a fim de esclarecer as diversas formas de agressão e facilitar o acesso à Lei Maria da Penha, que tornou mais rigorosa a punição para os agressores.

A primeira ação ocorreu nesta terça-feira, 27/08, envolvendo usuários ambulatoriais e, a segunda, será realizada na quinta, 29/08, com a participação da pesquisadora da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Marilza Sales Costa. A programação marca a agenda do movimento “Agosto Lilás” em Marabá, que visa sensibilizar a população sobre os direitos da mulher em situação de violência.

De acordo com a supervisora do Serviço Psicossocial do Hospital Regional de Marabá, Valdejane Barros, aspectos socioeconômicos, medo do agressor e vergonha são as principais barreiras para a notificação dos casos. Ela explica como funciona o atendimento às vítimas quando admitidas na Unidade. “Em caso de suspeita ou confirmação da violência, o Hospital faz o acolhimento social da paciente, orientando-a sobre seus direitos à dignidade e ao respeito, os quais não podem ser violados. Também acionamos a rede de proteção, como a Delegacia da Mulher, e preenchemos a ficha de notificação que é enviada para o Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde”, explica a assistente social.

O atendimento obedece à Política Nacional de Humanização do Sistema Único de Saúde (SUS), que considera além do aspecto biomédico do atendimento, fatores psicossociais, baseando-se no conceito de saúde integral. A Clínica Ampliada e Compartilhada, como é denominado esse modelo de gestão em saúde, envolve profissionais de diversas áreas no cuidado com o paciente, incentiva a participação dos familiares no tratamento e torna o usuário o protagonista no seu atendimento.

Serviço: Palestra sobre violência contra mulheres
Quando: 29/08 (quinta-feira), às 15h
Onde: Hospital Regional do Sudeste do Pará

Sobre a Unidade

Referência em atendimento de média e alta complexidades para 22 municípios paraenses, o Hospital Regional de Marabá tem 115 leitos, sendo 77 de Unidades de Internação e 38 de Unidades de Terapia Intensiva. Possui perfil cirúrgico e habilitação em Traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, oferecendo atendimento gratuito nas especialidades de Cardiologia, Cirurgia Buco-maxilo-facial,Cirurgia Plástica Reparadora, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Clínica Médica, Fisioterapia, Infectologia, Medicina Intensiva adulto, pediátrica e neonatal, Nutrição, Obstetrícia de Alto Risco, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Neurocirurgia, Terapia Ocupacional, Traumato-ortopedia, Nefrologia e Anestesiologia.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Belgo Bekaert Arames destaca tecnologia para instalação de cercas e telas prontas no Berimbau Agrotec

0

A Belgo Bekaert Arames leva à Berimbau Agrotec, importante feira agropecuária dinâmica do recôncavo baiano, soluções em arames e cercas para a pecuária de corte, com destaque para o aplicativo Belgo Agro. O evento ocorre entre os dias 29 a 31 de agosto, em Conceição do Jacuípe (BA).

 

“A Bahia desponta como polo agropecuário do nordeste. A pecuária de corte é muito forte na região e deve crescer mais nos próximos anos. Pretendemos apresentar na Berimbau Agrotec as mais eficientes formas de cercamento, para auxiliar os criadores baianos a obter os melhores índices produtivos possíveis com a atividade”, destaca Elton Monteiro, analisa de mercado da Belgo Bekaert Arames.

 

Durante a feira, a Belgo realiza dinâmicas práticas de instalações corretas de cercas, iniciativa que extremamente eficiente para o esclarecimento das potencialidades dos arames e das cercas. “Vamos detalhar o passo a passo e as melhores maneiras de cercar uma propriedade rural, seja qual for o sistema de produção. Também simulamos construções com telas prontas, solução prática com foco na segurança e bem-estar animal, além de cercas elétricas”, informa Monteiro.

 

A cerca na palma da mão – A Belgo Bekaert Arames também apresenta na Berimbau Agrotec duas de suas mais recentes inovações tecnológicas: o aplicativo Belgo Agro e a tela Belgo Campestre Bovinos 5. A ferramenta permite que o produtor faça a medição e o cálculo da cerca na palma da mão, além de indicações do melhor tipo de arame a se utilizar na propriedade. Já a tela Belgo Campestre Bovinos 5 vem para integrar o portfólio de nossas soluções de cercas prontas para bovinos. “A tecnologia está aí para facilitar o dia a dia nas fazendas brasileiras e a Belgo contribui com o seu mais novo aplicativo, muito fácil de manejar e funcional”, complementa o analista de mercado da Belgo.

 

Para mais informações, acesse: www.belgobekaert.com.br

Aos 18 anos, Genesis Group apresenta nova identidade visual

0

O Genesis Group, que desde 2001 oferece soluções em testes, inspeções, certificações e rastreabilidade para a cadeia agroalimentar, apresenta sua nova identidade visual.

Há 18 anos, o mundo enxergava no Brasil a capacidade de se tornar um dos maiores produtores agrícolas. E, de fato, isso aconteceu. A colheita nacional de grãos passou dos 100 milhões de toneladas em 2000/01 para mais de 240 milhões previstas para a safra 2019/20, segundo estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A partir daí, o agronegócio se transformou, se tornando um dos principais setores da economia brasileira.

“Todas essas mudanças no campo representam um desafio para o Genesis Group, pois nós precisamos fortalecer nossa marca para estar em sintonia com todos as normas e procedimentos atuais do agro, além das mudanças que podem ocorrer nos próximos anos”, destaca o CEO do Genesis Group, Nelson Bechara.

A nova marca do Genesis Group simboliza a união da companhia, a responsabilidade e o compromisso com os valores e a segurança do agro-alimento, com o esforço de estar cada vez mais próximo dos clientes e parceiros, gerando benefícios mensuráveis para todos os elos da cadeia agroalimentar.

Para Henrique Victorelli, um dos fundadores da empresa, a atualização da marca reforça ainda mais o compromisso do Genesis Group com a produção sustentável. “Há 18 anos, quando começamos, pouco se falava de sustentabilidade, especialmente no agro, mas nós já nascemos com esse valor. Essa questão envolve outros pilares importantes, como o lado econômico, além do socioambiental. Nós sempre preservamos este tripé, que está no DNA do Genesis Group e, mais do que nunca, destacado em nossa nova marca”, ressalta Victorelli.

Também em linha com a revolução digital do agronegócio, Rodrigo Rodrigues Alves, presidente do Conselho de Administração do Genesis Group, destaca a tecnologia como um dos principais pilares da organização.

“A questão da rastreabilidade no agro (no Brasil) está em evidência há pouco tempo. No entanto, o Genesis já atuava com esse conceito desde os primórdios da companhia, analisando o tema com o desenvolvimento de pesquisas e trabalhos de campo, que resultaram na divulgação de materiais técnicos, com ganhos de mercado e de valores para toda a cadeia”. Ainda de acordo com Alves, a rastreabilidade ganha papel ainda mais importante na sociedade, uma vez que os consumidores de hoje dão extrema importância para a origem dos produtos que compram e consomem em suas suas casas.

O CEO Nelson Bechara explica que o anúncio da nova identidade visual reforça a intenção de mostrar aos seus cliente e parceiros que o Genesis Group agora está inserido em uma nova etapa, com muitos desafios à frente. “Estamos nos reinventando sempre, construindo uma empresa moderna, inovadora, em um mundo cada vez mais transparente, ético e voltado para a responsabilidade social e ambiental. Nesse cenário, a rastreabilidade ganha muita relevância. É a partir desse conceito que queremos fortalecer a empresa daqui para a frente”, diz Bechara.

Mais informações: www.genesisgroup.com.br

Expointer 2019: Vetoquinol apresenta completo portfólio de soluções para a pecuária do Rio Grande do Sul

0

A francesa Vetoquinol, uma das 10 maiores empresas de saúde animal do mundo, pela primeira vez terá uma casa para receber pecuaristas e parceiros comerciais na Expointer (Esteio, RS), maior feira agropecuária da América Latina, com um ampliado e completo portfólio de parasiticidas para bovinos, fruto da recente aquisição da Clarion Saúde Animal, empresa brasileira com forte pipeline de produtos para animais de produção.

 

Jorge Espanha, presidente da Vetoquinol no Brasil, comenta que a Expointer é o palco ideal para anunciar aos produtores do Rio Grande do Sul os benefícios que a associação de Vetoquinol e Clarion oferece para a saúde animal da pecuária local, incluindo medicamentos para o combate de enfermidades frequentes em rebanhos do estado.

 

A aquisição da Clarion Saúde Animal pela Vetoquinol ocorreu em abril de 2019. Com essa união, o portfólio de produtos para bovinos de corte e de leite da Vetoquinol mais que dobrou de tamanho. A companhia passou a ser uma das 15 maiores indústrias de produtos para saúde animal do Brasil, com duas fábricas: uma em São Paulo e outra em Goiás. 

 

Rio Grande do Sul contra o carrapato

O Rio Grande do Sul é um mercado muito importante para a Vetoquinol. Devido a questões geográficas e epidemiológicas, um dos desafios da pecuária do estado é enfrentar o carrapato. “Para atender a essa demanda, a Vetoquinol/Clarion oferece soluções exclusivas em ectoparasiticidas, com performance já comprovadas pelos pecuaristas do estado, que auxiliam no combate a esse parasita, como o Fiprotack, o Altis Injetável e o Flytion EC 50”, informa Humberto Moura, gerente de produtos para animais de produção da Vetoquinol.

 

Além dos produtos contra carrapatos e doenças causadas por esse importante parasita, a Vetoquinol destaca soluções para outros problemas de saúde recorrentes na pecuária do Rio Grande do Sul, que incluem o Contratack Injetável (único endectocida longa ação associado ao Fluazuron) e os antimicrobianos Aviva MaxAcura Max Forcyl.

 

Cavalos potentes e com mais saúde

A Vetoquinol também leva a linha Equistro aos médicos veterinários, proprietários e criadores de cavalos do Rio Grande do Sul. “A linha Equistro é composta por suplementos nutricionais utilizados por cavalos vencedores dos principais mercados internacionais. Há suplementos para diferentes necessidades, como para auxiliar o aumento muscular, oferecer melhor desempenho de cavalo atletas e desenvolvimento locomotor dos potros”, informa Luciana Nishi, gerente da unidade de negócios PET & equinos da Vetoquinol.

 

A linha Equistro é composta pelos suplementos Excell E, Haemolytan 400 Ipaligo, KerabolMega BaseMega Base Junior e Myo Power Pellet:

 

Além de promover os suplementos Equistro, a Vetoquinol comunica parceria com criadores de cavalo campeiro. “Os estábulos dos cavalos Campeiros, próximos à casa da Vetoquinol, mostram os produtos da linha. Esta é uma forma de atrair a atenção dos criadores e treinadores que estarão na exposição”, destaca Luciana Nishi.

 

Vetoquinol na Expointer – Edição 2019

Local: Parque de Exposições Assis Brasil – Casa Vetoquinol

Período: de 24 de agosto a 1 de setembro de 2019

 

Sobre a Vetoquinol – Entre as 10 maiores indústrias de saúde animal do mundo, com presença na União Europeia, Américas e região Ásia-Pacífico. Grupo independente, projeta, desenvolve e comercializa medicamentos veterinários e suplementos, destinados à produção animal (bovinos e suínos), a animais de companhia (cães e gatos) e a equinos. Desde sua fundação, em 1933, a Vetoquinol combina inovação com diversificação geográfica. O crescimento do grupo é impulsionado pelo reforço do seu portfólio de produtos associado a aquisições em mercados de alto potencial de crescimento, como a Clarion Biociências, ocorrida em Abril/2019. A Vetoquinol gera 2.132 empregos e está listada na Euronext Paris desde 2006 (símbolo: VETO).

Hospital Regional de Marabá orienta sobre os benefícios do aleitamento materno exclusivo

0

Não há dúvida de que o leite materno é o único alimento que deve ser ofertado aos bebês durante os seis primeiros meses de vida. Fonte de água, gordura, vitaminas e sais minerais, ele é suficiente para fortalecer o organismo, promover o crescimento e fornecer energia para as crianças. Porém, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a cada dez recém-nascidos no mundo, apenas quatro vivenciam o aleitamento materno exclusivo. Em parte, isso é causado pela desinformação sobre o assunto.

Por conta disso e em alusão ao movimento “Agosto Dourado”, que apoia ações de incentivo ao aleitamento materno exclusivo, ao longo deste mês, o Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, intensificou as ações de esclarecimento sobre os benefícios da amamentação. Dentre elas destacaram-se as rodas de conversa com as mães de pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva Neonatal e Pediátrica e bate-papos com usuários durante a espera por exames ou consultas especializadas.

Robeane Lisboa Santos, uma das participantes do bate-papo no Ambulatório, conta que teve várias dúvidas na primeira gestação. “Meu filho não engordava como as outras crianças. Então, eu ficava pensando se o meu leite era ruim, fraco ou pouco. No meu segundo filho, não tive dúvida de que dar somente o leite do peito é o melhor para ele. Como o parto dele foi aqui no Regional, enquanto estava internada, fui muito incentivada a alimentá-lo só com o leite materno e esclareci todas as dúvidas. Por isso acho importante o Hospital orientar sobre o assunto”, conta. Robeane ainda ressalta como informações erradas disseminadas por crenças populares podem confundir as mães. “As pessoas vão muito pelo que os outros falam, como por exemplo, que precisa dar água para o bebê desde cedo porque o clima da região é muito quente. Não, não é preciso. O que é importante de fato é buscar a informação com profissionais da área”.

Importância da amamentação na primeira hora de vida 
Além das ações educativas sobre o tema, o Hospital Regional de Marabá implantou a “hora de ouro do bebê” nos partos realizados na Unidade. Dessa forma, em geral, todo bebê nascido no HRSP faz a primeira mamada antes mesmo de sair do centro cirúrgico, contribuindo para a redução do tempo de internação, o desenvolvimento neuromotor e o fortalecimento do vínculo entre mãe e filho.

Segundo a presidente da Comissão de Aleitamento Materno do Hospital, Michele Trindade, muitas vezes, o aleitamento materno exclusivo não ocorre nos seis primeiros meses devido a barreiras culturais. “Por isso, o papel da comissão é amparar as mães e explicar tudo o que envolve esse processo, a fim de que mais mães e bebês usufruam dos benefícios da amamentação, que vão além do aspecto nutricional”, explica a enfermeira.

Por que amamentar?
– Vantagens para as mães:
• Ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, diminuindo o risco de hemorragia e de anemia após o parto;
• Diminui o peso mais rapidamente após o parto;
• Reduz o risco de diabetes e câncer de mama;

– Vantagens para as crianças:
• Aumenta o vínculo entre mãe e filho;
• Ajuda no desenvolvimento neuromotor;
• Reduz as chances de desenvolver problemas como diabetes, obesidade, infecções urinárias, diarreias e doenças cardiovasculares no futuro;
• Estimula o desenvolvimento do pulmão e dos ossos do crânio e da face.

Sobre a Unidade
Referência em atendimento de média e alta complexidades para 22 municípios paraenses, o Hospital Regional de Marabá tem 115 leitos, sendo 77 de Unidades de Internação e 38 de Unidades de Terapia Intensiva. Possui perfil cirúrgico e habilitação em Traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, oferecendo atendimento gratuito nas especialidades de Cardiologia, Cirurgia Buco-maxilo-facial, Cirurgia Plástica Reparadora, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Clínica Médica, Fisioterapia, Infectologia, Medicina Intensiva adulto, pediátrica e neonatal, Nutrição, Obstetrícia de Alto Risco, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Neurocirurgia, Terapia Ocupacional, Traumato-ortopedia, Nefrologia e Anestesiologia.

Sobre a Pró-Saúde
A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.