Canela de geada ocorre em cafeeiros novos no Sul de Minas.

A última geada, que aconteceu em julho de 2019, provocou a ocorrência de canela de geada em cafeeiros jovens, que agora se mostra visível em algumas lavouras no Sul de Minas. A canela de geada, um efeito danoso provocado por geada em lavouras de café, embora seja bem conhecida, ainda surpreende os técnicos e cafeicultores, pois apresenta sintomas parecidos aos de outros problemas que afetam cafeeiros novos no campo.

O dano rapidamente visível da geada é a queima das folhas, que logo ficam de cor marrom. Porém, em plantas novas no campo (até 2 anos de idade) e, também, em brotações de recepa, o frio pode causar queima na parte baixa do tronco, onde a temperatura do ar é menor (maior densidade do ar frio) sem queimar a folhagem acima. Esse efeito é chamado de canela de geada e ocorre, nessas condições, por não existir proteção do tronco pela copa da planta, ainda nova (efeito guarda-chuva).

A geada de canela é provocada em noites de intenso resfriamento da superfície, promovendo o congelamento da seiva nos vasos condutores do caule das plantas, próximo ao solo (canela da planta). Isso faz com que a parte superior da área atingida seque, pois não há mais suprimento de seiva bruta. No caule, na parte inferior à área atingida, há brotação das gemas vegetativas, as quais devem ser conduzidas na forma de novos brotos que irão recompor as plantas. Ocorre que muitas das plantas com canela de geada não conseguem brotar e acabam morrendo, exigindo replantios.

Para identificação da canela de geada deve-se observar que as plantas ficam amarelecidas e fracas. Nelas deve-se examinar, pouco acima do solo, a presença de lesão na casca do tronco da planta nova e, cortando com canivete, se observa, ao longo da lesão, todo o lenho escurecido. Deve-se também verificar se na área de culturas abaixo da área atingida houve geada normal, ou seja, se houve geada de folhagem nos fundos da lavoura. Outro indicativo é que, da mesma forma que ocorre com a geada de folhagem, a de canela vai se agravando na medida em que se desce no terreno.

A proteção prévia do tronco de plantas novas, através de amontoa de terra junto a elas, é uma maneira adequada de prevenir a canela de geada, além de preservar gemas ortotrópicas no tronco, que depois brotarão, no caso de ocorrência de geada normal.

publicado
Categorizado como Sem categoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *