Home Sem categoria CNA debate ações para promover exportação de pescado.

CNA debate ações para promover exportação de pescado.

0

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) reuniu produtores de pescado, empresários e representantes do governo, na sexta (6), para apresentar ações para a abertura de novos mercados para o pescado brasileiro.

Os participantes conheceram detalhes do projeto Agro Br, iniciativa da CNA em parceria com a Apex-Brasil voltada para promoção do comércio de produtos brasileiros.

O presidente da Comissão Nacional de Aquicultura da CNA, Eduardo Ono, destacou o intenso trabalho da instituição para alavancar as exportações de produtos aquícolas, que atualmente representam aproximadamente 3% de todo o pescado produzido no Brasil.

“A troca de informações entre produtores de pescado e compradores é um dos pontos chave para o sucesso do projeto. A CNA vai fornecer todo o apoio às empesas que têm interesse exportar. Essa reunião foi primeiro passo”, observou Ono.

Entre as iniciativas estão a organização de missões comerciais e de prospecção de mercado, especialmente países asiáticos que já possuem protocolos de acordo de certificação sanitária com o Brasil.

Os participantes assistiram a apresentações sobre barreiras técnicas e tarifárias dos principais mercados importadores de pescado, realizada pelo coordenador-geral da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Clóvis Serafim.

“O cenário é bastante positivo para o agro brasileiro. Nesse encontro, os produtores se manifestaram com uma intenção muito clara de ampliar esses mercados e internacionalizar a produção. A cadeia produtiva de pescado precisa se organizar com esse raciocínio para ampliar as atuais exportações”, observou.

Para o produtor de camarão nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte, Cristiano Maia, o projeto Agro Br atende a um anseio do setor produtivo.

“A gente precisava dessa aproximação da CNA para buscar novos mercados, assim teremos a oportunidade de aumentar a produção e, consequentemente, ampliar o comércio”, observou Maia, que também é presidente da Camarão BR, entidade de representação da carcinicultura nacional.

Durante o evento, os participantes também debateram os requisitos sanitários necessários para exportação de pescado e atração de investimentos para a aquicultura.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here