Cultivo de Spirulina avança no Brasil com produção em grande escala no Mato Grosso.

Considerada uma inovação proveniente do agronegócio e uma promessa para o futuro da alimentação, o cultivo de spirulina está avançando no Brasil. O suplemento passou a ser produzido em grande escala por uma empresa mato-grossense de tecnologia nutricional em meados do ano passado após sete anos de pesquisas.  A companhia já é a maior fabricante do composto na América Latina, e espera chegar ao topo da produção mundial em cinco anos.

Segundo o vice-presidente da Spigreen, Matheus Morais, a spirulina revoluciona a produção de alimento pelo fato de produzir, por hectare, 400 vezes mais proteína que a carne vermelha, 230 vezes mais proteína que o arroz, 60 vezes mais proteína que o trigo, 40 vezes mais proteína que o milho e 30 vezes mais proteína que a soja. 

“Além disso, a cultura da spirulina precisa de quatro vezes menos a´gua que a da soja, cinco vezes menos que a do arroz e cinco mil vezes menos que a carne de boi”, completou o vice-presidente da Spigreen. Ainda segundo Morais, cada tonelada de spirulina produzida equivale a 450 Kg de carbono absorvido e 1200 Kg de oxige^nio produzido. 

“Junto de nossa equipe de pesquisadores, criamos um método de cultivo adaptado ao clima do Centro-Oeste do Brasil, para que pudéssemos oferecer a melhor Spirulina do mercado e, consequentemente, uma produção de grande escala. Atualmente, nossa média de produção atinge cerca de 1 milhão e 400 mil litros por dia”, relata Morais.

Valor nutricional

O foco da empresa é na produção do bioativo voltado para a alimentação, o que exigiu o desenvolvimento de processos que mantivessem a sanidade e as propriedades nutricionais do produto. “Buscamos variedades que garantissem melhor valor nutricional, e também maior produtividade. A Spirulina é cultivada em tanques, com total controle nutricional por meio de suplementação de diversos sais minerais, e do ambiente (variações de oxigênio, gás carbônico, temperatura). A coleta envolve processo cuidadoso de filtração e desidratação, que garantem a sanidade e evitam a perda de seus nutrientes e benefícios, se mantendo em sua forma pura e completa”, explica o vice-presidente.

Benefícios para saúde

De acordo com Morais, existem mais de 1.000 estudos publicados mostrando os benefícios da cianobactéria. Entre eles, o fortalecimento do sistema imunológico, redução de inflamações e melhora no controle da hipertensão. Além disso, o bioativo é rico em proteínas, aminoácidos, ferro, zinco e vitaminas A, B, D e E. Por essa razão, a Spirulina está entre os suplementos nutricionais utilizados pela NASA em missões espaciais. 

publicado
Categorizado como Sem categoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *