Governo Federal pretende leiloar 970 km da BR-163 e Ferrogrão.

O Governo Federal deve realizar o primeiro leilão de concessão de ativos para a iniciativa privada já em fevereiro. É prevista a concessão de 40 a 44 ativos de infraestrutura ao longo do ano, como o da BR-163, no trecho de 970 quilômetros, entre Sinop (a 480 quilômetros de Cuiabá) a Miritituba (PA), no segundo trimestre. A Ferrogrão também entra na lista, mas ainda não há um cronograma de concessão.

A pavimentação da BR-163 foi concluída ano passado. O serviço foi feito por militares do 8º Batalhão de Engenharia e Construção. A rodovia é o principal corredor do transporte da produção agropecuária de Mato Grosso.

Os leilões desse modal se concentrarão nas ferrovias Ferrogrão e Ferrovia de Integração Oeste-leste (Fiol). A chamada Ferrogrão, deverá passar por Cuiabá e ser estendida até Lucas do Rio Verde, totalizando 1.180 km de extensão. Contudo, ainda não há definição do cronograma de concessão.

A previsão do governo é que o contrato seja de 65 anos, com entrada em operação em 2030. Através da concessão de portos, aeroportos, rodovias e ferrovias, os investimentos deve alcançar R$ 101 bilhões ao longo do período de duração dos contratos.  

Em junho, os ministros Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, e Tarcisio de Freitas, de Infraestrutura, vieram a Mato Grosso para participar de uma rodada de discussões sobre a extensão da malha ferroviária. 

Apesar do desejo para que seja realizada neste ano, ainda não há previsão. Toda a negociação depende, além do apoio político, do posicionamento de órgãos como a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Tribunal de Contas da União (TCU).

publicado
Categorizado como Sem categoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *